Informações e Novidades
.....

24.OUT

Prefixados pagam 10,28% ao ano

O Tesouro Direto, programa de compra e venda de títulos públicos, opera normalmente nesta quarta-feira (24).

O Tesouro Prefixado com vencimento em 2021 (antiga LTN), por exemplo, paga uma taxa de 8,28% ao ano nesta manhã, contra 8,27% a.a. na tarde da última terça-feira (23). O investidor pode aplicar uma quantia mínima de R$ 33,63 ou adquirir o título integralmente por R$ 840,88. 

Nos títulos prefixados o investidor sabe exatamente a rentabilidade que irá receber se mantiver o título até a data de vencimento. Esses títulos são indicados para quem acredita que a taxa prefixada será maior que a taxa de juros básica da economia (Selic).

Queda nas taxas pós-primeiro turno

As taxas dos títulos do Tesouro Direto têm recuado desde o desfecho do primeiro turno, que colocou o candidato Jair Bolsonaro (PSL) na frente da corrida eleitoral, com 46% dos votos válidos.

Investidores que compraram títulos a taxas mais altas, hoje conseguem vender o papel a preços superiores dos adquiridos - permitindo ganhos turbinados também na renda fixa. É válido reforçar que os ganhos turbinados valem para os investidores que optarem por vender o papel antes da data de vencimento. Por outro lado, os investidores que mantiverem o papel até o vencimento, receberão a taxa contratada no momento da compra.

Quem investiu no dia 3 de setembro no Tesouro Prefixado com vencimento em 2025, por exemplo, se deu muito bem. Se o investidor vendesse esse papel ontem, ele teria um ganho de R$ 68,14 por título, visto que pagou R$ 483,91 e ontem já valia R$ 552,05. Se fossem 100 papéis, o ganho seria de R$ 6.814 em um pouco mais de um mês.

Em termos de rentabilidade, o ganho foi de 14% em apenas 33 dias (úteis) - superior ao de muitas ações negociadas no Ibovespa no período -, considerando que o índice subiu cerca de 15%. Se fizermos os cálculos para encontrar o equivalente dessa rentabilidade ao ano, o valor encontrado é 173% a.a.

Compartilhe nas redes sociais: